Notícias

SIGA NOSSO

06/01/2017 09:15

Dica de Saúde – Glúten, tirar ou não da dieta?

Ultimamente muito se ouve falar sobre o glúten. Em busca de emagrecer muitas pessoas estão recorrendo à dieta sem glúten. Mas, você sabe exatamente do que se trata? Segundo a nutricionista Mônica Lima o glúten é um composto de proteínas encontrado na farinha de trigo, aveia, no centeio, cevada e no mate. “O motivo de ele ser tão citado são as dietas que indicam a retirada do glúten do cardápio. Mas as pessoas precisam entender que não se pode entrar em modismo sem saber ao certo o porquê de estarem fazendo. A única orientação que damos para retirá-lo da alimentação é no caso de se ter a doença celíaca, que é uma intolerância ao glúten”.

Doença celíaca

De acordo com a nutricionista, quando a pessoa tem a doença celíaca o organismo não reconhece o glúten como uma proteína. “O organismo entende o glúten como se fosse um agressor para o seu organismo. E aí o sistema imunológico desse indivíduo vai começar a reagir contra o glúten. Nessa reação de defesa, o sistema imune vai atacar as células do intestino e essa pessoa vai ter uma atrofia, uma destruição dessas células intestinais, e a consequência disso será a redução da absorção de muitos nutrientes, que são o que fornecem energia para a pessoa”, afirma.

Perda de nutrientes

A pessoa que tem intolerância ao glúten tem que ter alguns cuidados. “A consequência do consumo do glúten, para quem é celíaco, é que este o indivíduo pode começar a emagrecer, ele vai diminuir a absorção dos minerais e vitaminas. Então, é muito comum que tenha anemia, osteoporose, porque ele perde a absorção, por mais que ele coma o alimento, ele não consegue absorver, se não absorve não fica disponível para o corpo”.

Perda de peso x retirada do glúten

A nutricionista Mônica Lima afirma que somente no caso de doença celíaca é que é orientado a retirada do glúten da dieta. “Tem muitas pessoas fazendo a dieta sem glúten para a perda de peso. Realmente a gente tem visto que quando se retira o glúten da alimentação perde-se peso, mas não é devido ao glúten em si, e sim por conta dos alimentos que têm glúten, que são feitos com farinha de trigo, por exemplo, macarrão, pão, torrada, biscoitos, salgadinhos. Quando a gente retira isso tudo termina perdendo peso porque você vai retirar alimentos que são mais calóricos, que são de mais fácil digestão. Mas, o que deve ficar claro é que não é a retirada do glúten que faz perder peso e sim os alimentos que foram retirados, que são calóricos, que faz você perder peso”, explica.

Complicações da dieta sem glúten

Mônica explica que quando se faz a dieta isenta do glúten, sem ter a doença celíaca, a pessoa poderá desenvolver os mesmos sinais de uma pessoa com a doença. “É como se o corpo parasse de reconhecer o glúten, e isso é ruim, você não é um doente celíaco, porque não vai ter a resposta imune, mas o seu corpo vai se comportar como se tivesse a doença. Por isso que não indicamos a retirada do glúten, na verdade isso é muito modismo, mas não há necessidade. Nas dietas para redução de peso, conseguimos muitos resultados positivos com o glúten, é só saber fazer a seleção correta dos alimentos e na quantidade ideal”, conta.

Acompanhamento Nutricional

O acompanhamento de um nutricionista é sempre importante. “Para os doentes celíacos é muito necessário o acompanhamento nutricional, porque o único tratamento é a retirada total do glúten da dieta, não pode ter nada, nem traço. E o nutricionista irá orientar para que essa pessoa consiga identificar onde tem, saiba quais são os alimentos de exclusão, mas também saiba o que é que vai colocar no lugar desses alimentos para não ter nenhuma deficiência. Da mesma forma, para qualquer pessoa que queira iniciar uma dieta diferenciada, é preciso de acompanhamento para saber quais serão as substituição corretas, para o objetivo que for”, finaliza Mônica.