Notícias

SIGA NOSSO

07/12/2017 08:00

Turma de Medicina produz jornal com experiências vividas em módulo

Vivenciar a prática da profissão é uma experiência que valoriza ainda mais a formação do aluno. É isso que acontece com os alunos do 1º período do curso de Medicina, durante o módulo Atenção à Saúde I. No último dia 28 de novembro, no encerramento da disciplina foram realizadas apresentações de jornais elaborados pelos alunos, sobre a  vivência nas Unidades Básicas de Saúde durante o período. 

Produção de jornais

Segundo a Coordenadora do Módulo Daniella Barbosa, a produção de jornais é uma forma criativa de apresentar as vivências em cada Unidade. “Esse é um produto que o aluno de Medicina da Ciências Médicas consegue organizar de maneira criativa. Eles tem que ter produtos que vão formalizar o trabalho deles. Quando eles estiverem na Atenção Básica eles terão que ser dinâmicos, para se aproximar do usuário e conseguir passar todo o seu conhecimento”, explicou a professora Daniella.

Teoria e prática

A professora Daniella Barbosa afirmou que o objetivo pedagógico do módulo é apresentar ao aluno, desde o início do curso, como funciona o processo de trabalho na Atenção Básica. “O aluno do primeiro período já entende todo o processo das rotinas de trabalho, fatores determinantes e condicionantes, também com relação a equipamentos sociais e a própria dinâmica do médico dentro desse nível de atenção e saúde do SUS. Pedagogicamente a gente fez um planejamento dentro do plano de curso de Medicina, onde o aluno vai ter atividades teóricas e práticas”, resaltou.

Prática efetiva

Para a aluna Bruna Giordana é muito importante se aproximar dos campos de prática. “Nós, como futuros médicos, precisamos ter essa aproximação com a comunidade desde o início, e também é extremamente importante esse trabalho de diagnóstico situacional para a gente ver as dificuldades e a carências da população de nosso território alvo. Essa prática influencia de forma muito positiva, uma vez que a aproximação com a comunidade permite a criação de vínculos, fator fundamental no tratamento do paciente”, destacou.

O aluno George Estrela acredita que o contato com outros profissionais da saúde enriquece ainda mais sua formação. “A gente acompanhou o processo de trabalho do médico, do enfermeiro, do agente de saúde, do dentista e do auxiliar de enfermagem. A gente conseguiu ver a importância de uma equipe multiprofissional. Dessa forma, não vimos o paciente de uma forma isolada, só a doença. A gente conseguiu ver o usuário do SUS como um indivíduo que tem sentimentos, enxergando-o em uma esfera biopsicossocial. Quando conseguimos ver ele como um todo”, finalizou.

Thumb_1 Thumb_2 Thumb_4 Thumb_5 Thumb_6 Thumb_7 Thumb_8 Thumb_9