Alunos de Medicina participam de atendimentos na área de Obstetrícia na FUNCEM


12/09/2018 07:14

Os alunos do Internato do curso de Medicina da Ciências Médicas têm a possibilidade de acompanhar atendimentos práticos na área de Obstetrícia, focado em pré-natal, na FUNCEM - Fundação Cultural e Educacional Ciências Médicas, orientados pela professora e obstetra Rossanna Trocolli.

 

Acompanhando a gestante

Segundo a obstetra Rossanna a consulta leva em consideração todo o histórico da paciente. “Aqui na FUNCEM nós recebemos pacientes gestantes de baixo risco, que são aquelas pacientes que normalmente poderiam ser acompanhadas nas unidades de saúde, com uma diferença, aqui o atendimento é feito por médicos o tempo inteiro, sendo acompanhada do começo ao final de gestação por médicos. Na primeira consulta colhemos os dados dessa gestação, se tem histórico de gestações passadas, ou alguma patologia que ela tenha tido no passado, e aí a gente compreende como é essa paciente. É realizado o exame físico completo, verificando peso, pressão, altura de fundo uterino, batimentos cardiofetais e é orientada com relação as suas dúvidas, ou com as demandas que a gente tenha observado nesse primeiro contato. A princípio elas são atendidas uma vez por mês no inicio da gestação, até a 34ª semana, depois disso a consulta é feita a cada 15 dias e depois da 38ª semanalmente”.

 

Importância do pré-natal

Para o aluno do Internato de Medicina Iago Marques é necessário a realização do pré-natal desde o início da gravidez. “As orientações que passamos para as mulheres grávidas vão desde o básico, cuidados na alimentação, atividades físicas, até tranquilizar as paciente para alterações fisiológicas e patológicas, que podem acontecer durante a gravidez. Entretanto, se ela vem mais tardiamente, pode acontecer ou agravar algumas patologias, como a diabetes e a hipertensão gestacional. E o que poderíamos trabalhar com a prevenção, mais tardiamente vai precisar tomar outras medidas agora já patológicas”, explica.

O aluno do Internato do curso de Medicina Iago Simões também enfatiza a importância do acompanhamento durante a gestação. “Aqui a gente trata o binômio, mãe e feto, e precisamos saber os dados que ela nos traz, e os dados que o feto traz. E esses dados serão importantes para o momento do parto, que é o que nos mostrará se será um parto normal ou cesáreo. Então, se a paciente chega apenas no momento do parto será muito mais laboroso, por isso a importância desse acompanhamento”, afirma.

 

Formação enriquecida

Para o aluno de Medicina Hugo Leonardo essa prática fortalece ainda mais sua formação. “Essa experiência é muito rica para nossa formação, porque é algo que vamos lidar diariamente no nosso dia a dia depois de formados, então praticarmos aqui, ter em mente a sequência do que fazer, o que solicitar, as orientações, e administrar cada queixa que a paciente nos traz e tratar adequadamente é fundamental”, conta.

A professora Rossanna diz que é essencial que os alunos tenham o contato com a Obstetrícia. “É fundamental que os alunos tenham esse contato com a Obstetrícia, relacionado ao pré-natal, porque faz parte de um dos cinco pontos que eles têm que saber como formandos de médicos generalistas, que são Obstetrícia, Pediatria, Saúde Pública, Clínica Médica e Clínica Cirúrgica. Ao final do curso, mesmo sem especialização eles devem saber realizar esse pré-natal de baixo risco, para atender em qualquer unidade de saúde que eles foram contratados”, enfatiza.

 

Serviço

Os atendimentos são oferecidos de forma gratuita. Para marcação de consultas, é só ligar para o número (83) 3224-2913. A FUNCEM está localizada na Av. Mandacaru, 181, Padre Zé. João Pessoa – PB.