Alunos do curso de Medicina participam de Simulado de Atendimento a Múltiplas Vítimas


27/05/2019 12:43

No último sábado, dia 25 de maio, foi realizado o IV Simulado Nacional SBAIT de Atendimento a Múltiplas Vítimas. O evento foi organizado pela Liga Acadêmica de Emergência e Trauma da Paraíba– LIET/PB, filiada ao Comitê de Ligas de Trauma – COBRALT. A ação fez parte do Movimento Maio Amarelo.

 

Sobre o evento

O evento simulou uma colisão entre um carro, um ônibus e uma moto em uma das principais vias de Intermares, município de Cabedelo. O acidente envolveu 20 vítimas. A encenação contou com a participação de cerca de 60 alunos da Ciências Médicas.

 

Prática e capacitação

O objetivo principal do simulado foi promover o treinamento das equipes de atendimento pré-hospitalar. “O simulado contribuiu para a integração e capacitação das várias equipes envolvidas, aprimorando o exercício operacional conjunto de todas as instituições. Para os alunos participantes foi uma ótima forma de ver na prática as formas de atendimento e como os profissionais de saúde atuam em situações estressantes como a de um grave acidente”, explicou Leonardo Guimarães, aluno da Ciências Médicas, membro da LIET.

 

Equipes participantes

Na ocasião, foram acionadas equipes do SAMU, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, SEMOB, equipes do Hospital Residencial, Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, Hospital dos Milagres e Hospital Padre Alfredo Barbosa.

O Comandante da Unidade de Bombeiros do munícipio de Cabedelo, Major Silveira, explicou o desempenho da instituição no simulado. “Em um evento como esse de grande magnitude, que envolve muitas vítimas, se faz necessário uma coordenação, que no caso é de competência do corpo de Bombeiros, então assumimos o comando de toda a operação em si, bem como nossa atuação se deu quanto a abordagem das vítimas e procedimentos iniciais de atendimento”, enfatizou.

O tenente Donato, representante da Polícia Militar, ressaltou a relevância da ação. “A simulação do acidente nos ajudou a se preparar para situações reais que podem acontecer no dia a dia e também colaborou para a interação entre as equipes, promovendo uma melhor afinidade entre todos”.

A Coordenadora de Atividade do Centro de Comando e Controle da Polícia Rodoviária Federal, Marta Regina, descreveu a atuação de sua equipe no simulado. “Nós atuamos no Centro de Comando do evento em si e também na região de circunscrição da Polícia Rodoviária, que é a rodovia, onde fizemos a canalização e a sinalização adequada para o trânsito fluir no socorro das vítimas e também no apoio ao resgate com uma das nossas viaturas".

A equipe de Elielson Cesário, Diretor Operacional da SEMOB, também contribuiu para facilitar o tráfego no local do simulado. “A SEMOB atuou no isolamento do trânsito do local, facilitando o acesso das ambulâncias e o atendimento das vítimas do acidente”.

Para Emanuel Almeida, Coordenador de Enfermagem do SAMU, a qualquer momento é possível acontecer um acidente desse tipo, por isso é preciso estar preparado.  “Nós participamos no atendimento as vítimas e remoção até as unidades hospitalares. O SAMU sempre vê os simulados de forma bastante positiva, porque acreditamos que é necessário sempre buscar integralizar os serviços de emergência”.

 

Experiência

Yuri Loss, professor e orientador da LIET/PB, destacou que o simulado promoveu uma vivência enriquecedora para os futuros médicos. “Ele prepara o aluno para o atendimento a múltiplas vítimas e também desperta o olhar desse aluno para uma possível escolha de atuação nessa área da Medicina”.

O professor Rafael Lara também participou do simulado. Para ele, o evento foi uma excelente chance de aprendizado para os alunos da Ciências Médicas. “A ação foi uma ótima oportunidade para todos os envolvidos porque traduziu a atividade teórica para a atividade prática e isso promove uma bagagem fundamental para o exercício direto da Medicina”.

No simulado, a aluna Taynná Melo foi uma das vítimas do acidente. Ela observou que a participação no simulado é um diferencial para a formação dos futuros médicos. “Eu acabei de pagar a disciplina de Suporte Básico de Vida, então a vivência no simulado agregou muito ao meu aprendizado”.

Para o aluno Pietro Trezzi, o evento o surpreendeu. “Fiquei impressionado com a dimensão do simulado, tudo que vivemos aqui será muito importante para nossa formação”.