Alunos do curso de Medicina têm aula prática de exames físicos

Os alunos do 3º período do curso de Medicina da Ciências Médicas aprendem, no módulo Laboratório de Habilidades em Semiologia, a realizarem o exame físico do paciente.  A disciplina, ministrada pelo professor Jamerson de Carvalho, busca apresentar aos alunos técnicas e sequências essenciais na rotina de um médico. “Essa prática é uma complementação do que é dado na teoria e das práticas que são feitas nos hospitais. Nessa aula eles aprenderam sobre a otoscopia e o exame do tórax. A disciplina tem o objetivo de ensinar aos alunos, através do exame feito um no outro, como se faz o exame físico normal, o que se faz normalmente, e principalmente a execução da técnica, que inclui a sequência a ser feita e suas variações”, explica Jamerson.

Aprendizado

De acordo com Jamerson o objetivo do Laboratório é justamente, em um ambiente controlado, fazer os alunos praticarem as técnicas necessárias para os exames. “Eu costumo dizer que ninguém nasce médico, todo mundo se transforma em médico, e as vezes a gente cai de paraquedas de frente para um paciente já doente, com todas as demandas físicas e psicológicas da doença, e muitas vezes a gente não sabe se portar. Então, no Laboratório de Habilidades, uma das coisas que ele trabalha é essa postura diante da outra pessoa, a importância de se criar um roteiro para exame, se antecipar para situações que você vai ver na prática, isso tem um efeito muito positivo, pois permite tanto um exame físico de melhor execução quanto uma postura melhor diante daquela pessoa que está doente”.

Conhecimento em prática

Annalice Pinheiro é aluna da disciplina e afirma que a vivência dessa aula é muito importante para seu aprendizado. “Hoje a gente aprendeu a fazer o exame da parte interna do ouvido, para saber se está tudo certo, se não tem nenhuma perfuração timpânica, que acontece às vezes pelo uso de cotonete, e também aprendemos a realizar o exame do tórax, o som que é normal se ouvir e quando tem uma anormalidade nesse som. Foi bastante importante ter essa aula prática, que casa bem com a teoria que vimos antes, para estarmos preparados para um atendimento”, afirma.

Para a aluna Iasmin Pordeus esse laboratório facilita o seu contato com o futuro paciente. “É importante estarmos aqui no laboratório, porque na sala de aula o professor explana o conteúdo e quando chegamos aqui podemos aprender como nos portamos diante do paciente, sabemos o que é normal e o que não é, para quando chegarmos aos hospitais sabermos o que fazer de melhor”, conta.